Você está aqui
Home > EUROPA > Europa > França > Strasbourg – França

Strasbourg – França

Strasbourg é um lugar francês com um toque alemão, situado no leste da França, envolvido por um afluente do rio Reno. Suas construções lembram um cenário, com flores nas janelas, praças bem cuidadas e edifícios cheios de detalhes, com quadriculados nas fachadas, que dão um aspecto de bolos ou doces confeitados. A Grande Île (Ilha Grande) é o coração histórico de Estrasburgo e está rodeada pelo rio Ill. Em 1998, ela se tornou o primeiro centro da cidade a receber o status de Patrimônio Mundial. Uma série de pontes atravessam o rio Ill e ligam a Grande Île ao restante da cidade. Na Grande Île, você encontrará as principais atrações da cidade, incluindo a Catedral de Nossa Senhora de Estrasburgo (Catedral de Estrasburgo) e a Maison Kammerzell, uma das construções mais famosas da cidade. Não deixe de ver o bairro Petite France. Esta área é conhecida pelas casas em estilo colombage que se enfileiram ao longo das ruas que ficam ao nível da água.

strabourg23
A cidade francesa de Estrasburgo oferece arquitetura histórica, um cenário gastronômico que está entre os melhores da região e vinhos mundialmente famosos. A Estrasburgo moderna é caracterizada pelo seu centro medieval, seus museus e restaurantes premiados. É fácil se deslocar pelas ruas de Estrasburgo, pois as ruas são planas e perfeitas para caminhar

 

 

Cheia de charme

A área com os canais é conhecida como Petit France. Aí encontramos uma série de atrativos turísticos, que podem ser conhecidos com a ajuda de guias turísticos, que darão informações mais completas. Ou, você pode visitá-los sozinha. São eles: A catedral de Notre Dame, O Palais de L’Europe e  o Relógio Astronômico do século XVI que funciona até hoje, o Palais de Rohan, as pitorescas Pontes Cobertas, a Maison Kammerzell e o Museu Alsaciano.

 

L’Eglise St. Paul

O maior destaque do seu centro histórico é a monumental catedral. Construída entre 1176 e 1439 e com uma torre de 142 metros (a torre mais alta de uma catedral na França), foi o mais alto edifício do mundo entre 1625 a 1874, e permaneceu como a mais alta igreja do mundo até 1880, quando foi ultrapassada pela Catedral de Colônia, na Alemanha. Hoje é a quarta mais alta igreja do mundo. A catedral também abriga um relógio astronômico de 18 metros, um dos maiores do mundo, construído entre 1838-1843. A catedral de Strasbourg é o maior destaque, sem dúvida, da arquitetura desta maravilhosa cidade. Durante a década de 1520, a cidade abraçou as teses religiosas de Martinho Lutero, cujos adeptos estabeleceram uma universidade no século seguinte.

Vista do rio, de dentro do Batorama. Ela é linda de qualquer ponto que você a visualize e vale acrescentar que ela é riquíssima, interior e exteriormente, do ponto de vista escultórico. O “Pilar dos Anjos” os diferentes trípticos e os maravilhosos vitrais ou o seu órgão de quase um século acabado em talha dourada, entre outras no seu interior. No exterior a vasta galeria de figuras sobre o portal central, a roseta ou as figuras do tentador e as virgens insensatas por contraste com Cristo e as virgens sem pecado, são uma pequena parcela do que é um nunca mais acabar que nos prende, maravilha e impressiona.

strabourg67
Cathedral de Notre Dame de Strasbourg, é uma das mais belas da Europa . Em estilo gótico, tem apenas uma torre e dentro você encontra um enorme relógio astronômico composto por miniaturas de soldados e personagens medievais que, de hora em hora, alternam sua posição. Na primavera e no verão, é possível visitar a Torre da Catedral e ter uma das melhores vistas da cidade. Ao redor da Catedral, nos finais de semana, há sempre músicos na rua, o que torna o passeio ainda mais agradável.

 

strabourg32
Iniciada em 1015 a L’Eglise St. Paul. Tem em sua fachada de arenito vermelho, imagens e baixos relevos, que revelam épocas diversas em sua construção. Com 142 metros de altura, dispõe de vitrais magníficos e o famoso relógio astronômico com movimentos, onde anjos e outras figuras “martelam” os quartos de hora. O espetáculo é maior às doze horas, quando todas as figuras se movimentam, incluindo Cristo que abençoa os doze apóstolos; o galo cantando a Morte tem o privilégio de dar as badaladas.

 

 

TRAM

O moderno convivendo com o antigo…. Strasbourg é uma das quatro cidades da França que possuem o Tram, um metrô de superfície muito confortável, elegante, com desenho aerodinâmico e com preços não superiores ao de um ônibus comum. Suas passagens são vendidas em máquinas automáticas. Recomendamos tomar o tram até o ponto final de uma linha e voltar ao ponto inicial, pois o passeio é compensador. Em Strasbourg as coisas funcionam na base da confiança, as pessoas supõem que você está pagando pelo serviço ou produto que consome. Um bom exemplo é o principal meio de transporte, o chamado “tram”, uma mistura bem sucedida de metrô e bonde. Não existe cobrador, nem nas estações, nem nos trens, quer dizer, para pegar o tal do “tram” o sujeito tem que validar seu passe em maquinas espalhadas pelas estações. O único sistema para verificar a validação são os controladores, são fiscais que podem entrar de uma hora pra outra nos “trams” e solicitar que cada passageiro apresente seu bilhete, se o sujeito tentou engabelar o sistema toma uma multa que pode variar entre 25 Euros, caso o infrator pague na hora, ou 40 Euros se decidir por pagar mais tarde na prefeitura

 

strabourg62
A barragem Vauban está localizada na zona histórica de Petite France e abrange o Ill . Ele ligava as fortificações – agora perdidos – da cidade. Ele está localizado em frente das pontes cobertas . Perto de ambas as extremidades da barragem de ficar no banco Hôtel du Département do Conselho do Condado do Baixo Reno (lado Place du Quartier Blanc), o Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Estrasburgo eo St. John Comenda casa a Escola nacional de administração (Hans Jean Arp voltado para cima). O edifício é às vezes chamado “Vauban Passage” ou “Ponte de Vauban” porque também é um corredor que leva de um banco para outro do Ill . Esta “passagem” tem três pontes levadiças . Duas escadas interiores e um elevador para deficientes físicos permitir o acesso público ao telhado da barragem serve como um terraço e vistas panorâmicas sobre as pontes cobertas ea catedral . A “via pública”, em homenagem a George Fankhauser (1888 – 1968), fundador dos Amigos de Old Estrasburgo. Nesta passagem são exibidas estátuas e moldes de gesso de estátuas da catedral . Exposições temporárias são realizados regularmente como o vidro Bienal Internacional em 2013 e 2015 .

 

Circulando por Strasbourg

Fora da île-de-Strasbourg, temos a Place de la Republique que é o ponto de ligação entre as parte antiga e nova da cidade e é cercada pela belíssima Biblioteca Nacional Universitária (BNU), o Teatro Nacional do Reno (antigo Parlamento da Alsácia-Lorena), o Palácio do Reno e a Prefeitura. No centro da praça, há um monumento em homenagem aos mortos (A nos morts), cuja escultura representa a mãe Strasbourg com seus dois filhos feridos na guerra: França e Alemanha.

Na parte norte da cidade, a mais nobre, o parque da Orangerie é perfeito para piqueniques e caminhadas. Lá é possível avistar cegonhas, ave símbolo da cidade, e visitar o zoológico, que fica no próprio parque e não cobra entrada. Em cinco minutos a pé, chega-se ao “quartier” das organizações internacionais com o Conselho da Europa (1949), Parlamento da União Européia e a Corte Européia de Direitos Humanos. Nos dias de semana, é possível agendar uma visita guiada.

 

strabourg30
Strasbourg fica localizada na fronteira entre França e Alemanha e é banhada pelo Rio Reno, sendo sede de importantes organizações internacionais, como o Parlamento da União Europeia, a Corte Europeia de Direitos Humanos e o Conselho da Europa. Assim, é possível chegar lá de avião (voos provenientes de todas as capitais europeias), de TGV, vindo de Paris, e de trens oriundos da Alemanha, de Luxemburgo e da Suíça. A cidade não é grande, sendo, portanto, possível visitar grande parte a pé e de bicicleta (bem fácil de alugar) ou de transporte público: ônibus e tramway (uma espécie de bonde moderno).

 

 

Presença alemã

“Visitar Strasbourg é como voltar no tempo, mais especificamente, ao período anterior à Segunda Guerra Mundial. Durante a história,  esta bela cidade serviu de palco a diversas batalhas, tendo sido anexada à Alemanha e depois reconquistada pela França na década de 40. Por esta razão, não estranhe se, em alguns momentos de seu passeio, você se deparar com casas alemãs, ruas com nomes germânicos e pessoas falando alemão e alsaciano (dialeto da região).
A cidade é a sede do Conselho da Europa, do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, do Provedor de Justiça Europeu, do Eurocorps, do Observatório Europeu do Audiovisual e, o mais famoso, do Parlamento Europeu, que também realiza sessões em Bruxelas.Também é famosa por seu belo centro histórico classificado totalmente como Patrimônio Mundial pela UNESCO, chamado Grand Île (a Grande Ilha).

 

strabourg69
Um dos lugares mais encantadores de Strasbourg é o bairro Petite France, que, apesar do nome, possui arquitetura predominante germânica, sendo tomado por casinhas alemãs. O bairro é dividido por diversos canais que levam a um antigo forte e a uma ponte coberta (do século XIII), de onde se tem uma vista privilegiada do lugar. A área é repleta de restaurantes típicos e de lojinhas de souvenir.

 

 

strabourg36
Nos arredores de Strasbourg, recomenda-se visitar os magníficos vinhedos e caves da região, o parque de Diversões Europa Parque e a pequena Kehl, cidade que faz fronteira com Strasbourg, na Alemanha, bastando apenas atravessar a Ponte da Europa sobre o Rio Reno. A melhor época para visitar é a primavera (abril/maio), pois o clima começa a ficar agradável e os jardins estão repletos de flores.”

 

Passeio pelos arredores da Catedral

Becos maravilhosos rodeiam a catedral. Entre outros, tem os famosos Winstubs, onde é oferecida a gastronomia típica da Alsácia. As ruas mais conhecidas são: Rue des Orfèvres, Rue Du Chaudron e Rue des Hallebardes. Estas ruas estão recheadas de lojas maravilhosas e restaurantes deliciosos. Entrando na Rue des Frères, pode-se alcançar a Place Du Maché Gayot. Esse é o lugar onde os residentes de Strasbourg fazem as suas compras. Lugar incrível!

 

strabourg04
As ruelas, e becos encontrados em Strasbourg são muito agradáveis de serem vivenciados e fotografados.

 

strabourg08
Petite France – É o nome dado à pequena área entre os rios ao sul da Grande Île. É o local de algumas das ruas e edifícios medievais mais bonitos e fotogênicos de Strasbourg, com casas debruçadas sobre as ruas estreitas de paralelepípedos e canais. Na Idade Média, a Petite France era um comércio de curtume e área de matadouros. O lugar é deslumbrante. Ali há muitos cafés, restaurantes e muitas lojas de lembrancinhas. Imperdível!

 

Batorama

Da frente do Palais Rohan saem os passeios de barco pelos canais de Strasbourg, os chamados Batorama. Os barcos são maravilhosos e bem confortáveis, e saem a cada meia hora, mas é preciso reservar o horário com pelo menos 1 hora de antecedência, é sempre bem lotado. Como há dois tipos de barcos (fechados com teto de vidro e os abertos), sugerimos, assim que comprar as passagens, confirmar com o caixa em qual barco gostaria de fazer seu passeio. Pode perguntar em inglês. Nos barcos há fone de ouvido em inglês e outras 9 línguas. Não há em português. O Batorama dá a volta na Île-de-Strasbourg e você conseguirá visualizar toda a arquitetura do centro da cidade. O barco também atravessa comportas de água, pois existem níveis diferentes de água nos canais. A parte mais legal do passeio é quando o barco passa até os modernos prédios do Parlamento Europeu e Conselho da Europa. Os prédios são impressionantes.

 

strabourg64
Nos meses de junho e julho acontece o Festival de Jazz de Strasbourg, que é um evento musical importante onde os melhores nomes internacionais do mundo do jazz farão apresentações em vários pontos da cidade e em teatros e locais fechados. Muita música pela cidade.

 

strabourg17
Vale visitar também o Palácio Rohan, construído no século XVII, atualmente sede de três importantes museus da cidade: Museu Arqueológico, Museu de Artes Decorativas e Museus de Belas Artes. Bem perto dali, encontra-se a Place Guthemberg com um charmoso carrossel, e a Place Kleber, a principal da cidade, onde fica a Galerie Lafayette.

 

 

strabourg68
Strasbourg é a nona maior cidade da França, com quase meio milhão de habitantes em uma área metropolitana que abrange até o rio Reno. Fundada pelos romanos em 12 aC., Strasbourg sempre ocupou uma localização estratégica na Europa.

 

O que comer

As especialidades tradicionais da Alsácia, como chucrute (choucroute em francês), o Flammeküche ou flams (tartes flambées em francês) que é uma espécie de pizza com massa bem fina recheada com creme de cebola, e ensopado de carne de porco cozida com batatas e cenouras, geralmente servido para duas ou mais pessoas. Estas delícias podem ser melhor apreciadas nos “Winstubs“, tabernas locais da Alsácia conhecidos por sua atmosfera amigável. Experimente o choucroute aux trois poissons (chucrute de 3 peixes), uma delícia.

 

strabourg07
No pequeno centro histórico e na Petite France, locais cortados por canais e cheio de jardineiras floridas ao longo das diversas pontes, os restaurantes se multiplicam e revelam a alma gastronômica da região. A culinária é pesada, mesmo para quem está acostumado com a feijoada, e sofre grande influência da cozinha alemã, com pratos típicos à base de batatas, salsichas, carnes variadas, queijos e cremes. Aliás, a cultura germânica está por toda a parte, pois Strasbourg já pertenceu à Alemanha em diversos momentos históricos. Essa ‘dupla nacionalidade’ é percebida em cada esquina, as placas indicativas das ruas são bilíngues e o idioma alemão é ouvido aqui e ali.

Dica importante

O passaporte turístico Strasbourg-Pass permite o acesso gratuito a várias atrações (passeio de barco, visita de um museu, subida da plataforma da catedral, bicicleta à disposição por um dia, descoberta do Relógio Astronómico da catedral), além de dar direito a meia-tarifa para diversas outras (visita de um segundo museu, passeio em mini-tramway, visita-descoberta a pé, visita áudio-comentada da cidade, visita do Naviscope Alsace). Validade de 3 dias. Preço: 9,90 €.

strabourg51
Essa praça é um charme à parte. Mas saiba que o passeio por Strasbourg gira necessariamente em torno da Cathedrale Notre Dame. Ela é monumental; e o mais incrível é que nem foi concluída. PRAÇA KLEBER:a mais importante da cidade. Foi frequentada por Goethe, Guttemberg e Rouge de Lisle, compositor da Marselhesa

Os  canais de rio que cercam a zona conhecida como “La petite France”, permitem passeios onde se pode divisar a beleza das casas alsacianas e da graça florida de todas elas. O desnivelamento dos canais não constitui obstáculo à navegação porque um moderno sistema de tanque estanque enche e vaza para trazer as embarcações à cota de água necessária.

strabourg61
Petit France: um antigo bairro de pescadores com quatro pontes cobertas e casas bem conservadas, com jardineiras floridas nas janelas, dando um efeito bonito ao refletir-se nas águas dos pequenos canais. Vale a pena fazer o passeio de barco pelos canais quando se pode observar as casas, os jardins e os restaurantes. Almoçar ou jantar às margens do canal é uma experiência muito agradável.

 

Veja mais fotos sobre Strasbourg:

Artigos similares

One thought on “Strasbourg – França

Deixe uma resposta

Topo