Você está aqui
Home > EUROPA > Europa > Portugal > Braga > Braga – Portugal

Braga – Portugal

Braga é graciosa e a terceira maior cidade de Portugal e considerada um dos principais centros religiosos do país, com suas mais de 30 igrejas, por isso, o seu apelido de Roma portuguesa. Sua história remonta aos tempos romanos, quando se chamava Bracara Augusta e era capital da, então, província da Galécia, hoje Galícia (Espanha). E as heranças de sua história estão muito bem preservadas, dado a enorme quantidade de edifícios de diferentes épocas que podemos admirar. O Distrito de Braga é pertencente à província tradicional do Minho. Limita a norte com o Distrito de Viana do Castelo e com Espanha, a leste com o Distrito de Vila Real, a sul com o Distrito do Porto e a oeste com o oceano Atlântico.

braga40
É em Braga que se encontra a catedral mais antiga do país, a Sé. Sua construção data do ano de 1070 e a presença de diversos estilos é o que lhe confere uma arquitetura tão rica, ainda que a predominância seja românica. É lá que estão enterrados Dom Henrique e Dona Teresa, pais de Dom Afonso Henriques, o primeiro rei. A idade desta catedral acabou por dar origem a uma expressão muito utilizada em Portugal quando queremos dizer que algo é muito velho: “tal coisa é mais velha que a Sé de Braga!”. Localizada na freguesia da Sé, foi fundada por São Tiago Maior (segundo a tradição),e seu primeiro bispo o seu discípulo São Pedro de Rates. Assenta sobre as bases de um antigo templo romano dedicado a Isís (como atesta uma pedra votiva na parede leste),e muros de uma posterior Basílica Paleo-Cristã (com cinco naves),das quais só restam três, após a Reconquista.

Santuário do Bom Jesus do Monte

Apesar da Catedral de Braga ser a mais antiga , a principal atração da cidade é mesmo o Santuário do Bom Jesus do Monte, no alto de uma colina. Diariamente ele recebe fieis e turistas dispostos a subir a sua escadaria com mais de 600 degraus, sendo o segundo ponto de turismo religioso mais visitado de Portugal, atrás apenas de Fátima.

braga01b
Os Escadórios do Bom Jesus ligam a parte alta da cidade de Braga ao Santuário do Bom Jesus do Monte. Seguem um percurso paralelo ao Elevador do Bom Jesus. Ao longo do escadório estão capelas que representam a Via Sacra do Bom Jesus. O desnível é de 116 metros e estão divididos em três partes:Escadório do Pórtico, Escadório dos Cinco Sentidos e Escadório das Três Virtudes.

 

braga17
O Santuário do Bom Jesus do Monte ou Santuário do Bom Jesus de Braga é um local religioso e turístico localizado em Tenões, uma freguesia dos arredores de Braga. O Bom Jesus possui uma grande igreja, um escadório por onde passa a Via Sacra do Bom Jesus, uma mata (Parque do Bom Jesus) alguns hotéis e um elevador hidráulico centenário.

 

braga07
O santuário do Bom Jesus serviu de inspiração a numerosas construções pelo mundo fora como o Bom Jesus de Congonhas em Congonhas, Brasil, o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios em Lamego e outros não menos importantes.

braga27

Elevador do Bom Jesus, Braga

O Elevador do Bom Jesus é um funicular que liga a parte alta da cidade de Braga ao Santuário do Bom Jesus do Monte; é gerido pela Confraria do Bom Jesus do Monte. O elevador segue um percurso paralelo a uma escadaria monumental conhecida como Escadórios do Bom Jesus e termina na sua parte superior junto à estátua equestre de São Longuinhos. O elevador funciona sobre uma rampa e é constituído por duas cabines independentes, ligadas entre si por um sistema funicular do tipo endless rope.

braga20

Fundada no tempo dos romanos, Bracara Augusta, hoje Braga, é das mais antigas cidades portuguesas e uma das cidades cristãs mais antigas do mundo. É uma cidade cheia de tradições, onde a história e a religião se unem à indústria e a vida boêmia universitária. Popularmente é conhecida como: “cidade dos arcebispos”, “Roma portuguesa”, “cidade barroca”, “cidade romana”, “cidade dos três Sacro-Montes” e “capital do Minho”.

braga01f
A Igreja do Hospital ou Igreja de São Marcos é uma igreja de Braga, Portugal. Foi construída no século XVIII com um projeto do arquiteto Carlos Amarante. Os corpos laterais foram projetados e construídos por José Fernandes Graça, de apelido o Landim e que foi encarregado da obra de cantaria e escultura delineada por Carlos Amarante. As estátuas representam São Simão, São Bartolomeu, São Tiago Menor, São João Evangelista, Santo André, São Pedro, São Paulo, São Tiago Maior, São Tomé, São Filipe, São Matias e São Lucas. Na fachada da igreja está a estátua de São Marcos.

 

 

Jardim de Santa Bárbara

O Jardim de Santa Bárbara é um jardim público junto à ala Medieval do Paço Episcopal Bracarense.
No centro do jardim há uma fonte que data do século XVII, que pertencia ao antigo Convento dos Remédios, encimada pela estátua de Santa Bárbara, daí o nome do jardim. O jardim de Santa Bárbara é um dos mais belos de Portugal. Localizado nas traseiras da Sé Catedral, reúne flores e cores num resultado belíssimo.

braga01c
Volte para a rua de pedestres e siga até a Rua da Doutro Justino Cruz (esquerda) até encontrar o gracioso Jardim de Santa Bárbara, que fica coladinho à parte medieval do Paço Episcopal Bracarense. Não deixe de observar a fonte que há no meio do jardim, ela é do século XVII e tem no alto uma imagem de Santa Bárbara, razão pela qual o jardim tem esse nome.

braga45

A história da cidade reflete-se nas inúmeras igrejas e monumentos, entre os quais se destacam a imponente Sé Catedral e a Igreja de Santa Cruz, datada do século XVII. Numa colina a cerca de 5 km a sudeste ergue-se o Santuário do Bom Jesus do Monte, um importante local de peregrinação. Por detrás, encontra-se o Monte do Sameiro, onde uma estátua colossal de Nossa Senhora vigia atenta a cidade. Nos arredores de Braga encontra-se a Citânia de Briteiros – um impressionante local arqueológico da Idade do Ferro.

braga34
No coração da verde e fértil província do Minho, o distrito de Braga parte do mar para o interior, com um cenário densamente arborizado que ondula em montes e vales. A cidade de Braga, talvez o principal centro religioso do país, é conhecida pelas suas igrejas barrocas, esplêndidas casas do século XVIII e jardins e parques elaborados. Os velhos bairros são solenes e antigos, mas a indústria e o comércio proporcionaram à cidade um estilo de vida animado, com as suas universidades, bares e restaurantes.

 

braga46
O Arco da Porta Nova é a porta de entrada na cidade de Braga, Portugal. Esta “nova” porta da cidade foi aberta em 1512, no tempo de Arcebispo D. Diogo de Sousa. A atual construção data de 1772, foi projetada por André Soares e mandada edificar pelo arcebispo D. Gaspar de Bragança. A construção desta porta marca o momento em que a cidade saiu das suas muralhas e começou a crescer para o seu exterior. Foi classificada como Monumento Nacional em 1910.

 

braga01e
Praça da República: A charmosa praça é o principal ponto turístico e de encontro de Braga. É composta de uma linda fonte, a Igreja da Lapa ao fundo e vários cafés e restaurantes, como o Café Vianna, A Brasileira e o Gull Sushi. O jardim sempre muito cuidado, o coreto e os banquinhos para relaxar e pensar na vida te levam a um século distante. Você não pode deixar de visitar no verão. Em frente ao Café A Brasileira há também porcelanas e plaquinhas pintadas a mão com os nomes das famílias, uma lembrança muito especial da cidade.

braga29

A importância de Braga como um centro religioso não é de modo nenhum um fenômeno recente e os peregrinos têm viajado aqui durante muitos séculos, de fato diz-se que os Visigodos viriam aqui para denunciar a sua heresia. Além disso, no 12o século, como o assento dos arcebispos portugueses, ficou estabelecido como a capital religiosa do país. Isto pelo qual o passado histórico e cultural rico se guardou amorosamente bem, até até o ponto que as leis locais previnam a construção de altos edifícios em certas áreas para conservar a beleza antiga.

braga12
Altar da Igreja de Bom Jesus do Monte

Citânia de Briteiros (Briteiros)

Um dos locais arqueológicos mais bem preservados da região do Minho é a Citânia de Briteiros, os vestígios de um castro celto-ibérico que remonta a 300 a.C. Os arqueólogos descobriram as fundações de mais de 150 construções de pedra, estradas pavimentadas, currais e condutas de água. Duas das casas foram reconstruídas no local, e no Museu de Martins Sarmento, em Guimarães, encontram-se belas relíquias em exposição, incluindo peças de cerâmica pintada, pedras esculpidas, armas e joalharia.

braga19
Morro de Bom Jesus : é especialmente impressionante. O granito duplo barroco dispôs presentes de escadaria em terraço uma subida excitante em todos os sentidos da palavra – apimentado com grutas, pequenas capelas, jardins, esculturas e fontes ornadas, muito ziguezague de passos a ladeira à igreja que oferece ao lado de um destino final de peregrinos, que muitas vezes sobem nos seus joelhos, visões espetaculares da zona rural circundante.

braga41

Veja mais fotos de Braga:

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo