Você está aqui
Home > EUROPA > Leste Europeu > Budapeste > Budapeste – Hungria

Budapeste – Hungria

Budapeste é a charmosa capital da Hungria. Budapeste (em húngaro Budapest) é também  a maior cidade da Hungria, e a sexta maior da União Europeia. Localiza-se nas margens do rio Danúbio. Budapeste foi fundada em 17 de novembro de 1873 com a fusão das cidades de Buda e Ôbuda, na margem direita do Danúbio, com Peste, na margem esquerda. Seus habitantes chamam-se budapestinos.

 

budapeste01b
Impossível não ficar encantado com a beleza da cidade. É difícil dizer se ela é mais bonita do lado da antiga Buda, com o Palácio Real em destaque no alto da colina, do lado Peste, com a riqueza de detalhes do Parlamento Húngaro e da Basílica de São Estêvão, ou se é o Rio Danúbio que se destaca com suas belas pontes. A melhor forma de descobrir é andando pela cidade, tanto de dia quanto à noite, cruzando suas pontes várias vezes e procurar vê-la dos mais diferentes ângulos. De onde quer que se olhe, a vista com certeza será maravilhosa.

Considerada uma das cidades mais belas da Europa, Budapeste foi fundada durante a Monarquia Austro-Húngara a partir de outras 3 cidades: Buda, Óbuda e Peste. Cortada pelo rio Danúbio e unida através de 10 pontes (uma somente para trens), Budapeste se apresenta de forma bem distinta. Buda é o lado que tem mais colinas, áreas verdes e residências. Peste é o lado plano e mais comercial da cidade.

budapeste18
De barco:. Um passeio muito procurado por turistas é percorrer as águas do Danúbio a bordo das embarcações turísticas que partem dos cais junto à ponte Lánchid. Os passeios tem uma hora de duração.

 

Budapeste tem 10 pontes, sendo a mais conhecida a Széchenyi Lánchíd (Ponte das Correntes). Os edifícios mais característicos e importantes são o Castelo de Buda (Budai Vár), o Parlamento de Budapeste (Országház), a Praça dos Heróis e o Teatro Nacional de Budapeste, divulgados nos mais conhecidos cartões-postais da cidade, que tem, como o turismo, uma fonte de rendimento de crescente importância. No centro a praça mais visitada é a praça Vörösmarty.

Ao cruzar a Ponte das Correntes (Széchenyi  Lánchíd), a mais famosa e charmosa das pontes de Budapeste (onde me encontro na foto abaixo), construída em 1849, chega-se ao lado Buda, parte medieval da cidade, onde estão o Castelo e o Centro Histórico. A subida é um pouco íngreme, existem escadas e caminhos; pode-se ir a pé ou pegar o funicular.

budapeste49
Ao fundo o Castelo de Buda (Budai Vár), que também é conhecido como Palácio Real. Esse Castelo na verdade é composto por várias estruturas construídas e reconstruídas durante os séculos. O primeiro castelo é de 1255, sendo reconstruído em 1458. Nesta reforma ele ganhou encanamentos e vinhos eram jorrados de suas fontes. Infelizmente ele foi destruído pelos turcos em 1541, mas foi reconstruído novamente após a Segunda Guerra Mundial. Atualmente abriga o Museu de História de Budapeste e a Galeria Nacional Húngara.
budapeste113
Dominando a margem oposta do Danúbio é quase impossível não reparar no grande prédio situado sobre uma colina, e sua cúpula esverdeada. O Castelo de Buda sobressai na margem oeste do Danúbio e abriga entre outras coisas a Galeria Nacional Magyar Nemzeti, onde estão pinturas de artistas húngaros, além de relíquias, moedas, e diversos objetos relacionados à história do país.

 

budapeste162
A região próxima ao palácio, ao longo da rua Fortuna Utca, é um dos melhores roteiros de Buda, com prédios históricos, ruelas, casas antigas e museus, além de restaurantes e lojas de artigos típicos e souvenirs. Um dos preferidos pelos turistas são as Matryoshkas, conjunto de bonecas iguais mas de vários tamanhos, uma dentro da outra, e que representam a fertilidade. Tradicionalmente pintadas com roupas de camponesas, ou como personalidades atuais, elas podem ser encontradas em toda a cidade.

 

Austro-Húngaro

Ao longo dos séculos XVIII e XIX, Peste cresceu rapidamente e tornou-se um centro comercial. As três cidades – Ôbuda, Buda e Peste – foram fundidas por decisão do governo revolucionário em 1849, decisão revogada quando a revolução foi reprimida pelos Habsburgos. Com o Compromisso de 1867, que concedeu à Hungria um governo autônomo no seio da Monarquia Austro-Húngara, a fusão foi mais uma vez efetuada (1873), criando a cidade de Budapeste, capital da Hungria. Em 1900, a sua população atingiu 730 000 habitantes; em 1930, um milhão. Aproximadamente um terço dos 250 000 judeus da cidade pereceu durante a ocupação nazista na Segunda Guerra Mundial. Budapeste foi muito danificada quando a cidade foi tomada pelo Exército Vermelho.

budapeste02a
História:. As margens do Rio Danúbio, Budapeste tem origem na cidade romana de Aquincum. Com o passar do tempo foi surgindo na outra margem do rio um povoado batizado como Peste. Por volta de 900 d.C., a região foi ocupada pelos magiares, que fundaram o Reino da Hungria. Em 1241 ergueram um castelo numa colina próxima as duas cidades e um novo povoado, chamado Buda, formou-se ao seu redor. Ao longo dos séculos XVIII e XIX, Peste cresceu rapidamente e tornou-se um centro comercial. As três cidades (Buda Antiga, Buda e Peste) foram fundidas pela primeira vez em 1849, mas a decisão foi revogada logo após. A fusão definitiva ocorreu em 1873, criando a cidade de Budapeste, capital da Hungria.

Funicular

Viemos a este lugar caminhando pela ponte Lánchid, primeira construída sobre o Danúbio. Uma sugestão de caminhada é sair de Peste, atravessar esta ponte a pé e ao chegar a Buda pegar o bondinho funicular Sikló, que leva a gente até a esplanada do Budavário Palota (Castelo de Buda). Antes de subir você também pode também visitar as cavernas do castelo (Budai Várbarlang), um conjunto de 10 km de passagens subterrâneas que percorrem o subsolo do castelo. A entrada está situada na rua Uri Utca 9.

budapeste54
No lado de Buda é possível pegar funicular (Budavári Sikló) que sobe para o Castelo. Ele foi aberto em 1870, mas seu trilho foi destruído na Segunda Guerra Mundial. Foi restaurado em 1986 e continua levando passageiros da praça Clark Adam (Clark Adám tér) para o topo de Buda.

 

A arquitetura de Budapeste revela a história da cidade, deixa evidente a influência da ocupação turco-otomana e mostra toques folclóricos, como buquês de flores e pássaros, num típico exercício do nacionalismo húngaro. Outros edifícios relembram, na grandiosidade dos espaços, a nobreza da cidade que um dia dividiu com Viena a sede do Império Austro-Húngaro. Com um jeitão urbano que lembra Paris, Budapeste ganhou o aspecto atual nos anos 1890, quando muitos dos magníficos edifícios foram construídos, na comemoração do seu 1000º aniversário.

 

budapeste159
Procure assistir a mudança de guarda, é muito original. Saiba que o Museu de Belas Artes de Budapeste possui uma estupenda coleção de pintura espanhola e outras obras de artistas italianos e flamencos, destacando a coleção de desenhos europeus. A Galeria da Arte oferece exposições temporais de artistas nacionais e internacionais.

 

Praticamente renascida depois da 2ª Guerra Mundial, e tendo ganhado a renovação de seus tempos de glória após o fim do comunismo, a cidade tem oferta cultural permanente, seja em museus ou concertos, ou mesmo na saborosa e calórica culinária, com destaque para os doces e bolos preparados com esmero desde os tempos em que Sissi, a imperatriz, frequentava a cidade.

 

budapeste124
A cidade é cortada pelo Rio Danúbio, um dos maiores e mais famosos da Europa. O rio é conhecido por fazer parte da história da cidade e de vários países da Europa, além de ser um importante eixo comercial. No lado direito do rio Danúbio vê-se Peste. No lado esquerdo está Buda. Oficialmente unidas desde 1873, as duas formam a cidade que ficou conhecida como Rainha do Danúbio. Com uma história conturbada, de invasões e lutas, ela agora está mais bela do que nunca. Arte, cultura, arquitetura, culinária e ricas tradições fazem da capital da Hungria um convite irrecusável.

 

Sinagoga

O Bairro Judeu é entranhável. Ainda conserva as pegadas que a Segunda Guerra Mundial deixou nos edifícios. No centro deste bairro encontra-se a Sinagoga (a maior da Europa), o Tabernáculo Judeu Medieval, muito impressionante e o Museu Judeu onde se conta a história dos judeus húngaros. Outros lugares de interesse em Pest são a Estação do Oeste construída em 1870, pela mesma companhia que levantou a Torre Eiffel de Paris e a Praça Vörösmarty, onde juntam-se os artistas das ruas e os jovens húngaros. A Sinagoga de Budapeste é um edifício religioso situado na rua do Tabaco (em húngaro Dohány utca), na capital húngara, Budapeste. Foi construído em meados do século XIX, entre os anos 1854-1859, e projetado em um estilo romântico, combinando elementos neomouriscos e neobizantinos, pelos arquitetos Lajos Förster e Frigyes Feszl.

budapeste149
Durante a Segunda Grande Guerra a sinagoga budapestina sofreu graves danos e esteve mesmo em riscos de ser derrubada pelas tropas nazis. Mas foi recuperada e hoje jaz, imponente, no lado a lado com jardins, numa das ruas mais movimentadas da cidade. A sinagoga tem-se como a maior e mais monumental da Europa, conseguindo acolher mais de três mil pessoas no seu interior, e é onde, não só judeus budapestinos, como de todo o Mundo se reúnem regularmente. Além disso, a sinagoga constitui um marco histórico e monumental na cidade de Budapeste. Tem nove naves abobadadas decoradas com tijolos coloridos, azulejos e arabescos muito interessantes, e duas torres brilhantes, com cúpulas negras e douradas, que a tornam num edifício único no seu estilo. Todas as torres incorporam quatro relógios oitocentistas.

Patrimônio histórico

A Basílica de Santo Estevão (Szent István Bazilika) é uma das mais belas e importantes igrejas do país, devido ao seu patrimônio histórico, valor arquitetônico e artístico. Com capacidade para mais de 8.000 pessoas é dedicada ao rei que virou santo, Santo Estevão, fundador do Estado húngaro.

budapeste36
Basílica de São Estevão:. Szent István Basilica (Basílica de São Estevão), maior igreja da cidade, construída em 1851. Seu belíssimo interior, é ornado com pinturas, esculturas e afrescos de artistas húngaros e é um dos mais belos conjuntos de obra de arte da cidade.

Parlamento Húngaro

Construído em estilo gótico, com diversas torres e pináculos e centenas de salões, ornados com estátuas de húngaros proeminentes. Existem visitas guiadas ao interior do prédio, e mesmo com filas longas a espera vale a pena. O Parlamento de Budapeste (em húngaro: Országház) é o local onde se reúne a Assembleia Nacional da Hungria, e um dos edifícios legislativos mais antigos da Europa, que constitui um notável exemplo paisagístico da Hungria e um destino muito popular em Budapeste. Ergue-se na Praça Kossuth Lajos, na margem do Danúbio. Atualmente detém o título de maior edifício da Hungria, e o de segundo maior parlamento na Europa.  À beira do Danúbio, em Peste, este edifício em estilo neogótico construído no século 19 é o verdadeiro cartão-postal da cidade. Foi inspirado no Parlamento britânico e é o maior edifício do país, com 268 metros de comprimento e uma cúpula de 96 metros de altura. É a sede da Assembléia Nacional, com 691 salas, e pode ser visitado de segunda a sexta, das 8h às 18h, sábados e domingos das 8h às 16h. A entrada é paga.

budapeste62
Budapeste foi constituída da união de três cidades em 1873 e, sete anos depois, a Assembleia Nacional publicou um concurso para a construção de um edifício representativo do Parlamento, que fosse símbolo da soberania da nação. A competição foi ganha por Imre Steindl, embora os planos dos outros dois concorrentes tenham sido também realizados em frente ao Parlamento: um serve hoje como o Museu Etnográfico, e outro como Ministério da Agricultura.

 

budapeste148
Os edifícios de fachadas rendilhadas, ricamente ornamentados com detalhes em mosaicos, arabescos, elementos orientais e grandes figuras humanas pretendendo sustentar as fachadas são a primeira das belas e agradáveis surpresas de Budapeste.

Praça dos Heróis

É uma praça agradável, e muito frequentada pelos moradores da cidade, principalmente aos domingos e feriados. Situada num dos extremos da avenida Andrássy, a Praça dos Heróis concentra o Memorial do Milênio, com estátuas representativas dos fundadores da nação húngara. De um dos lados da praça está o Museu de Belas Artes e do outro, a Galeria de Arte.

budapeste84
Praça dos Heróis… foi aqui que em 1896 se iniciaram as Comemorações do Millennium… Estas celebrações tiveram grande importância para o desenvolvimento de Budapeste e na história do Império Austro-Húngaro. A cidade foi alvo de uma modernização desconhecida na Europa naquela época. Foram construídas centenas de casas, palácios e edifícios municipais, foi instalada a iluminação a gás e entrou em funcionamento o primeiro sistema de transportes subterrâneos da Europa.

 

budapeste156
Reis Húngaros:. A colunata de 36 metros de altura existente na Hösök Tere (Praça dos Heróis) também é outro dos marcos turísticos de Budapeste. Nela estão representadas as figuras dos reis húngaros e outros vultos famosos das guerras de independência, além de estátuas representando a guerra, paz, conhecimento e glória. No topo da colunata está situado o anjo Gabriel.

Castelo

O Castelo de Vajdahunyad localiza-se numa pequena ilha, no Parque de Városliget, em Budapeste. Foi inicialmente construído como uma estrutura provisória para a Exposição Universal de 1896, com a finalidade de presentear num só edifício os diferentes estilos arquitetônicos que se podem encontrar na Hungria. (Românico, Barroco, Gótico, Renascentista e outros). O edifício foi posteriormente reconstruído entre 1896 e 1908. Foi desenhado pelo arquiteto Ignác Alpár, e o seu nome provem de uma das suas alas, sobranceiras ao lago, que é uma imitação do Castelo de Vajdahunyad na Transilvânia (Roménia), o Castelo de família de János Hunyadi, herói das guerras Turcas.

budapeste154
A construção do edifício foi paga através de donativos de várias sociedades Húngaro-Americanas situadas nos EUA. No seu interior pode visitar-se o museu Agrícola, onde se representa o modo de vida dos Agricultores, dos seus animais domésticos, artesanato e a fauna, bem como Exposições de caça e da vida selvagem nas Florestas e Lagos Húngaros.

 

Próximo à Praça dos Heróis está o Castelo Vajdahunyad (Vajdahunyad Vára), localizado no parque da cidade, também construído para o aniversário de 1.000 anos de Budapeste. É aqui que se encontra a famosa Estátua do Escritor Anônimo (Anonymus).  A estátua representa o autor do primeiro relato escrito da história do povo húngaro, cujo nome é desconhecido.

budapeste151Anonymus:. Neste local encontramos a escultura “ANONYMUS”(personagem que escreveu toda a historia da Hungria), que fica nas imediações do Castelo Vajdahunyad – uma cópia do “Castelo do Conde Drácula”- Ela tem algo de misterioso, intrigante…

 

Ópera

A Ópera de Budapeste foi construída entre 1875 e 1884 projetada por Ybl Miklós e sua inauguração festiva aconteceu em 27 de setembro de 1884. Na abertura foram executadas obras de Erkel Ferenc; abertura da ópera Bánk Bán, abertura do Hunyadi Lászlo, assim como o primeiro ato da ópera Lohengrin de Wagner, todas sob regência de Erkel Ferenc.

budapeste01A Opera (Állami Operaház) foi feita pelo mesmo arquiteto da Basílica de Santo Estêvão, Miklós Ybl. Suas paredes possuem 16 dos maiores compositores como Mozart, Beethoven e Tchaikovsky. Você pode fazer um tour pago lá dentro ou então assistir a uma ópera ou ballet.

 

Veja mais fotos de Budapeste:

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo