Você está aqui
Home > AMÉRICA DO SUL > Casa Rosada em Buenos Aires

Casa Rosada em Buenos Aires

Não existe viagem ao exterior para os brasileiros principalmente mais fácil e acessível do que Buenos Aires. Pode-se afirmar que é a primeira viagem internacional da maioria dos brasileiros. Mas também a capital argentina é um dos destinos favoritos de muitos viajantes experientes, que não cansam de retornar. A boa quantidade de voos e a frequência com que as companhias aéreas oferecem promoções são um incentivo a mais para que a cidade entre na lista de desejos de muitos viajantes. Buenos Aires se renova a cada dia e quem se apaixona pelo lugar faz questão de voltar outras vezes, fazer novos passeios e conhecer novos lugares. Bienvenido, bienvenida. Finalmente você veio conferir o que tanto falam de Buenos Aires

 

Casa Rosada

A Casa Rosada é a sede da presidência da República Argentina, em Buenos Aires, assim chamada pela cor aproximadamente rosa. Abriga também o Museu da Casa do Governo, com material relacionado aos presidentes do país. Localizada em Buenos Aires, em frente à Praça de Maio (Plaza de Mayo) liga a sede do Governo a outro importante marco histórico: a Praça do Congresso Nacional (Palácio do Congresso). Dessa localização na Praça de Maio é possível se observar o Obelisco da avenida Nove de Julho e a Catedral Metropolitana.

A Casa Rosada em Buenos Aires é uma visita obrigatória para todo turista. Ela fica localizada à Calle Balcarce no. 50 e foi construída no lugar que ocupara a Real Fortaleza de San Juan Baltasar da Áustria, construída por ordem do Governador Fernando Ortiz de Zárate em 1595.

 

Projetada inicialmente pelos arquitetos suecos Enrique Aberg e Kihlberg e posteriormente pelo arquiteto italiano Francisco Tamburini, seguiu um estilo eclético com expressão classicista. O edifício foi inaugurado oficialmente em 1898.
A Casa Rosada foi palco de importantes acontecimentos históricos do país. Muitas manifestações políticas e artísticas, por exemplo, várias cenas dos filmes “A História Oficial” e “Evita” foram gravadas nas sacadas do palácio.

 

A Casa de Governo ou Casa Rosada, construída entre 1860 e 1880

 

Em suas instalações a Casa Rosada também abriga o Museu da Casa do Governo, administrado pelo Governo Nacional, com material relacionado aos presidentes do país. O Museu da Casa do Governo ou Museu da Casa Rosada oferece visitas guiadas.
Site: http://www.museo.gov.ar

Casa Rosada possui fama internacional por ter sido palco para importantes manifestações políticas e também artísticas. Por exemplo, várias cenas dos filmes “A História Oficial” e “Evita” foram gravadas na praça e nas sacadas do palácio.

A sede da presidência da Argentina é um dos símbolos do país e passou a ter seu exterior pintado de rosa por volta de 1870. Há várias explicações para a cor, desde que representaria a união de dois partidos políticos até quanto ao uso de sangue bovino misturado à tinta naquela época. O edifício que hoje é sede do governo começou a tomar a forma a partir da junção da Casa de Governo com o edifício de Correios e Telégrafos. Conhecer a fachada e tirar uma foto ali é figurinha carimbada no roteiro dos brasileiros, mas é possível também fazer uma visita guiada (gratuita) ao interior do edifício aos sábados, domingos e feriados. Também há o Museu do Bicentenário na parte de trás do prédio.  Outra explicação sobre a Casa Rosada tem sua cor atribuída ao fato de na época de sua construção as tintas mais baratas serem feitas a base de sangue de vaca, tendo a cor rosada.

Casa Rosada, localizada à Calle Balcarce no. 50 se levanta no lugar que ocupara a Real Fortaleza de San Juan Baltasar da Áustria, construída por ordem do Governador Fernando Ortiz de Zárate em 1595. A Fortaleza sofreu diversas modificações desde a queda de Rosas: demolida parcialmente para a construção da Aduana Nueva (segundo o projeto do arquiteto Eduardo Taylor), do antigo edifício só ficou de pé o arco de acesso e um dos edifícios do interior do recinto, reformado para seu uso como sede do Governo.

 

Durante a presidência de Sarmiento, o edifício foi pintado de rosa, inaugurando uma tradição que chegou aos nossos dias e que deu seu nome popular. Também por iniciativa de Sarmiento foi construído o Palácio de Correos, terminado em 1878 no ângulo sudoeste do prédio. Pouco depois, o Presidente Roca ordenou a construção de uma nova Casa de Governo, em lugar do antigo edifício.

Em 1894, durante a presidência de Luis Sáenz Peña, o arquiteto italiano Francisco Tamburini foi o encarregado de projetar a união dos dois edifícios, formando o complexo monumento que conhecemos hoje. O Correo, obra do sueco Carlos Kilhdderg, e a nova Casa de Governo, obra de Enrique Aberg, eram similares, mas não idênticos. Seu ligamento foi um desafio para Tamburini, que uniu ambos os corpos com um grande arco central (atualmente o acesso principal da Casa Rosada sobre a Plaza de Mayo) e definiu os restantes corpos sobre o Paseo Colón e Rivadavia. O resultado é de um marcante ecleticismo, no qual elementos de tão diversa origem como as mansardas francesas, as loggias e as janelas concebidas por arquitetos nórdicos coexistem com a linguagem classicista característica de Tamburini.

Da entrada principal, pela Esplanada da rua Rivaldavia, sobe-se ao Salón de los Bustos, assim chamado pelas esculturas que retratam os presidentes argentinos. Duas escadarias de honra, conhecidas como “Italia” e “Francia”, conduzem ao primeiro andar, onde estão o Salón Blanco, sede das grandes recepções oficiais, e os escritórios presidenciais. Toda essa ala – a ala norte – é organizada ao redor do Patio de las Palmeras. A ala sul da Casa de Correos foi recortada na década de 30, ao se refazer a atual rua Hipólito Yrigoyen para construir o Palacio de Hacienda.

 

Vários ambientes da Casa Rosada, que mais parece um grande museu, devido a grande quantidade de pinturas, esculturas e outras obras de arte ali existentes. A Casa Rosada está sendo restaurada desde 1989. Em sua parte posterior foram encontrados restos do antigo Forte e da Aduana Nueva, que foram conservados e é onde funciona o Museo de la Casa de Gobierno.

Horário de funcionamento para a visita guiada na Casa Rosada?

A melhor maneira de saber os horários e dias de funcionamento é direto no site da Casa Rosada. Como as datas e horários podem mudar é só você clicar no link e já cairá direto na página.  A visita guiada pela Casa Rosada é gratuita. E adiantando o horário para você saiba que é de 10 da manhã até 6 da tarde. Tem grupos entrando a cada 10, 15 minutos. Para saber mais informações ou tirar dúvidas tem um e-mail deles: visitascasarosada@presidencia.gob.ar

 

A Casa Rosada e abriga o Museu da Casa do Governo, com material relacionado aos presidentes do país.

Localizada em Buenos Aires, em frente à Praça de Maio (Plaza de Mayo) liga a sede do Governo a outro importante marco histórico: a Praça do Congresso Nacional (Palácio do Congresso). É possível fazer uma visita guiada gratuita no interior do edifício todos os sábados, domingos e feriados, das 10:00h às 18:00h.

Interior da Casa Rosada.

A entrada para a visita guiada ocorre por um portão de frente para a Plaza de Mayo. Logo na entrada do edifício é preciso passar por um detector de metais, por questões de segurança. Logo em seguida surge um pátio interno amarelo, por onde passamos em direção a um salão de espera para pegar uma senha e aguardar o início da visita. Esta sala tem o nome de Galeria de Patriotas Latinoamericanos e nela estão diversos painéis em homenagem a figuras públicas importantes dos países da América Latina, como Che Guevara, Juan e Evita Perón, o Papa Francisco, Getúlio Vargas, entre muitos outros.

Pátio interno da Casa Rosada

Alguns corredores da Casa Rosada fazem parte da “Galeria de Ídolos Populares” , onde grandes painéis mostram a imagem de diversas personalidades da argentina dos mais diferentes segmentos, como esportistas, atores, escritores, políticos, entre outros. Uma das salas possui uma grande mesa de reuniões e um antigo vestido utilizado por Evita Perón e logo em seguida é possível visitar a varada do edifício, com vista privilegiada para a Plaza de Mayo. O escritório onde o presidente realiza seus despachos também é visitado rapidamente, mas neste ambiente não são permitidas imagens. As últimas explicações ocorrem num grande salão dourado onde costumam acontecer recitais, concertos e reuniões. Antes de sair ainda passamos por um último salão onde estão os bustos de todos os ex-presidentes da Argentina, outro local onde também não é permitido fotografar.

Abaixo alguns de outros registros fotográficos que fizemos na Casa Rosada.

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo