Você está aqui
Home > EUROPA > Europa > Portugal > Cascais > Cascais era um pequeno porto de pesca

Cascais era um pequeno porto de pesca

Reputada pela sua esplêndida praia de areia branca, pelas inúmeras lojas e encantadoras ruas de comércio e pelo seu cosmopolitismo, a vila piscatória de Cascais reinventou-se e tornou-se uma refinada estância à beira-mar e um dos destinos mais sofisticados da área de Lisboa. A cidade, situada a poucos quilômetros da foz do Tejo, encontra-se aninhada entre a soalheira baía de Cascais e a majestosa Serra de Sintra. Exibe uma atmosfera deliciosamente marítima e requintada, atraindo visitantes durante o ano inteiro.

cascais02
Tradicionalmente um pequeno porto de pesca, Cascais mudou muito nos últimos 100 anos para se tornar numa das localidades portuguesas preferidas pelos turistas. Cascais emana uma atmosfera cosmopolita sem perder o seu encanto natural. A baía é a principal atração de Cascais. Vale a pena passear nos passeios que rodeiam a baía e dar-se conta do contraste existente entre as cores garridas dos pequenos barcos de pesca e a sobriedade dos iates e barcos-à-vela ancorados na marina do clube.

cascais10

Cascais foi outrora um elegante retiro de Verão da monarquia portuguesa durante o século XIX e um porto de abrigo da realeza europeia durante a Segunda Guerra Mundial graças ao estatuto neutral do país. Com o passar dos tempos, esta atmosfera peculiar modificou-se e a cidade transformou-se num refinado polo de cultura, com uma vibrante vida noturna e uma qualidade de vida invejável. Porém, o esplendor e os ícones do seu apogeu marítimo mantiveram-se até aos nossos dias, através dos elegantes faróis, fortalezas e a Cidadela do século XVII.

cascais07

Cascais é uma vila portuguesa no Distrito de Lisboa, região de Lisboa e sub-região da Grande Lisboa, com cerca de 34 mil habitantes. É a quinta vila mais populosa de Portugal (depois de Algueirao-Mem Martins, Corroios, Rio de Mouro e de Oeiras). Cascais tem-se recusado ser elevada a categoria honorifica de cidade, por motivos turísticos. Cascais é sede de um município subdividido em 6 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Sintra e a leste por Oeiras e a sul e a oeste tem costa no Oceano Atlântico, na famosa Costa do Estoril. Há pouco mais de 100 anos atrás e devido aos maus acessos costumava dizer-se que a “Cascais, uma vez e nunca mais”. Porém a vila de Cascais é, desde finais do século XIX um dos destinos turísticos portugueses mais apreciados por nacionais e estrangeiros uma vez que o visitante pode desfrutar de um clima ameno, das praias, das paisagens, da oferta hoteleira e gastronômica variada, animação.

cascais12

Situada junto à costa, muito do seu patrimônio monumental relaciona-se com a defesa e a navegação. Como tal, em termos de arquitetura destacam-se os muitos fortes, situadas entre a praia do Abano e São Julião da Barra (já em Oeiras) e que foram, até ao século XIX, de extrema importância para a defesa de Lisboa. Além destes, destacam-se as muitas ruínas romanas e visigóticas (vilas e necrópoles), igrejas e capelas, bem como casas senhoriais da antiga nobreza portuguesa que, a partir dos finais do século XIX, começou a utilizar esta costa como área de veraneio.

cascais06

Banhadas pelo Oceano Atlântico as praias de Cascais estão acessíveis através de carro pela “marginal” até ao centro da Vila, ou ainda, percorrendo o passeio marítimo, localizado entre a praia da Azarujinha e a praia da Conceição, podendo em qualquer das alternativas desfrutar de um passeio à beira-mar, de elevado valor panorâmico. Vale ressaltar que estando um terço do Conselho integrado no Parque Natural de Sintra-Cascais, o turista pode ainda explorar um conjunto de percursos onde pode observar a riqueza do patrimônio natural ao longo de todo o litoral, designadamente a “Boca do Inferno”, a “Duna Fóssil de Oitavos”, o “Cabo Raso”, o “Guincho”, a “Serra de Sintra” e o “Cabo da Roca”.

cascais11

Caminhando por ruazinhas estreitas, chega-se ao Largo 5 de Outubro, de onde se pode ver o antigo palácio dos Condes da Guarda (atual Concelho de Cascais). Dali, é possível seguir pela costa e acompanhar a Praia da Ribeira até a Cidadela, construída no século 16 e que hoje abriga a Pousada de Cascais, que foi instalada já sob a gestão do grupo Pestana. O Largo de Camões assinala o centro histórico de Cascais e é uma das zonas favoritas dos habitantes locais e dos turistas. O seu ambiente animado, criado pelos inúmeros bares e restaurantes, transforma a praça num local encantador e incontornável da cidade – um lugar especial para sair à noite! Se estiver por perto, percorra a Rua Direita, a principal rua de comércio da cidade, onde encontrará bonitas lojas e vendedores de rua. Aqui perto há também pequenos centros comerciais, e as famosas feiras de Cascais são excelentes oportunidades para adquirir peças de artesanato e boas pechinchas.

cascais01

Atrações culturais: Centro Cultural de Cascais (Av. Rei Humberto II de Itália, S/N – tel 351/214-815-660), o Museu do Mar Rei D. Carlos (Rua Júlio Pereira de Mello, S/N – tel: 351/214-815-906) e a Casa das Histórias Paula Rego (Avenida da República 300, tel: 351/214-826-970), dedicada às obras da artista nascida em Cascais.

cascais13

Destino de veraneio de ricos, famosos e até da família real portuguesa, a pequena Cascais, a pouco mais de 30 minutos de Lisboa, é um bate-volta muito simples de ser feito. Basta pegar o trem  que sai do Cais do Sodré e tem Cascais como última estação (viagem avulsa, ida e volta sai por € 4,30). O trajeto por si só já é bem simpático, pois acompanha o rio Tejo durante toda a viagem. O primeiro trem parte do Cais do Sodré às 5h30, mas a oferta de trens é grande, com saídas a cada 15 minutos aproximadamente.

cascais05
Praia combina com frio? Cascais é linda, porém melhor seria que estivéssemos aqui em temporada de calor.

A posição estratégica da localidade ditou boa parte de sua urbanização a partir do século 15, com a construção de diversas fortificações e faróis com o intuito de proteção.

cascais09

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo