Você está aqui
Home > EUROPA > Europa > Suíça > Lausanne > Lausanne às margens do Lago Genebra

Lausanne às margens do Lago Genebra

A localização de Lausanne é extremamente pitoresca: não é de surpreender que o Comitê Olímpico Internacional tenha aqui estabelecido sua sede desde 1914. A cidade é construída sobre três montanhas, rodeadas pelas encostas cobertas de vinhedos, com o Lago Genebra a seus pés. Erguendo-se impressionantemente das margens francesas do lado oposto, ficam os Alpes Franceses. O atraente centro histórico da cidade, em sua maior parte, proíbe o tráfego de automóveis. Pequenas ruelas com cafés e butiques desenham a paisagem urbana do centro medieval da cidade.

lausanne35
O centro histórico é dominado pela catedral, considerada como o mais impressionante exemplo de arquitetura gótica antiga em toda a Suíça. Lausanne foi uma cidade diocesana por mais de mil anos. Há ruas comerciais ao redor da catedral, bem como na bela área da zona portuária de Ouchy. Só há um único metrô em toda a Suíça, mas ele conecta as diversas partes da cidade onde se localiza, facilitando viagens nesta cidade situada sobre um declive.

Lausanne, a segunda maior cidade às margens do Lago Genebra, é a combinação de uma dinâmica cidade comercial com um ótimo local para um resort de férias. A capital do Cantão de Vaud é também uma animada cidade universitária e de eventos. Esporte e cultura têm grande destaque nesta capital olímpica. É também a quarta maior cidade Suíça, situada na parte francófona do país, às margens do lago Léman (também chamado lago de Genebra).

lausanne60
Cidade de cultura e congressos, Lausanne alia negócios e prazer. Situada no lago de Genebra, possui, graças à sua parte antiga, ao Centro Olímpico e à zona portuária de Ouchy, uma beleza estonteante.

A Suíça é um país dividido em cantões e eles tem suas leis e costumes próprios. A língua oficial deixa de ser o alemão e passa a ser o francês. Desaparece o Ausfhart e entra o Sortie (saída) das placas nas rodovias. A vida noturna dinâmica em Lausanne combina com sua vocação universitária. Um centro de estudos aberto à comunidade foi construído pela Rolex no campus da escola EPFL. Foi inaugurado em 2010, quando seus arquitetos, Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa, foram agraciados com o Prêmio Pritzker. Com um traçado sinuoso e fluido, o local é ponto de encontro de estudantes.

lausanne31
Vinhedos levemente inclinados desenham a fronteira das margens do lago, com sua capital, Lausanne, colocada no lado oposto aos mais altos picos alpinos.

Lausanne  uma cidade universitária, famosa por seus hotéis de luxo, cafés, charmosas ruelas e pelo seu centro histórico. É muito fácil se deslocar de metrô pela cidade. Quem se acomoda em qualquer hotel de Lausanne ganha um “Transport Card” – ou seja, um cartão de transporte gratuito que vale pelo número de dias em que você for ficar hospedado na cidade.  Na Zona 1 e 2 do metrô estão os principais pontos turísticos.

lausanne58
O Château d’Ouchy (ao funto atrás do Manuel) é um castelo medieval restaurado com um donjon (torre fortificada) original em meio a uma bela paisagem de Lausanne, bem às margens do Lago Genebra. Foi construído entre 1888 e 1893 pelo arquiteto Francis Isoz em vez de uma fortaleza medieval acabou sendo preservada e modernizada, transformando-se em hotel. Entre as construções históricas importantes da orla estão o Chateau d’Ouchy e os hotéis Beau Rivage e Angleterre. Com sua torre e os telhados que dão cor ao prédio com origens no século XII, o Chateau d’Ouchy hoje abriga um hotel quatro estrelas. No século XIX, abandonado e quase em ruínas, foi comprado da administração local por Jean-Jacques Mercier, que o reconstruiu com as feições neogóticas que tem hoje para funcionar como hotel.

Uma tradicional fonte de receita suíça é o turismo, embora, nos dias atuais, suíços que viajam para o exterior gastam quase tanto quanto os estrangeiros que visitam o país. O saldo, entretanto, se mantém positivo. O turismo que é a terceira maior indústria suíça, emprega 250.000 pessoas, ficando atrás, apenas, dos setores metalúrgico, engenharia e produção farmacêutica.

lausanne27
Também dignos de visita são os parques, contendo muitas espécies de plantas do Mediterrâneo, e os hotéis de luxo como o Beau Rivage Palace, em Ouchy, e o Hotel de l’Angleterre, onde Lord Byron já se hospedou. Gourmets poderão saborear muitas especialidades regionais em Lausanne, tais como salsichas recheadas com repolho gratinadas em alho-poró.

Menos de 30 quilômetros separam Lausanne de Montreux, duas cidades, ancoradas no Lago Léman, que marcam a visita à porção francesa da Suíça. Lausanne é silenciosa, embora, com um porto bastante movimentado, assista pela manhã ao vaivém dos ferries, que desembarcam gente que vem de cidades vizinhas — até da França — para estudar ou trabalhar. Montreux mostra mais intimidade com os turistas, festejando, ao ritmo da música, a proximidade com as montanhas do outro lado do lago, que por essas bandas prefere ser chamado de Léman. Na outra ponta, Genebra se impõe com projeção internacional e rebatiza suas águas.

lausanne01c
A característica mais importante da área geográfica em torno de Lausanne é o lago Léman. Lausanne é construído na encosta sul do planalto suíço, com uma diferença de altitude de cerca de 500 metros entre as margens do lago em Ouchy e sua borda norte da fronteira Le Mont-sur-Lausanne e Epalinges. Lausanne apresenta um panorama dramático sobre o lago e os Alpes.

 

Mercier é um dos nomes reverenciados em Lausanne. Comerciante, construiu o funicular da cidade, em 1877, embrião para o inovador sistema de transporte que hoje liga o centro histórico ao Porto de Ouchy. A força motriz do funicular de Mercier era a água do lago. Em troca, recebeu um terreno, onde construiu armazéns para estocar o material e mercadorias que transportava pelo lago. O Rio Flon, que atravessava uma região de vinhedos pela encosta, foi coberto com material tirado da sobra da construção do funicular e suas águas correm subterrâneas, a dez metros do solo, sobre o qual a cidade se desenvolveu e, hoje, pulsa, dinâmica.

lausanne33
Passeio no Lago Genebra – barcos a vapor com rodas de pás e embarcações a motor dão destaque aos atrativos da região do Lago Genebra, vistos de suas águas.

Até mesmo os amantes de cultura se sentirão em seu elemento em Lausanne: o acervo de arte marginal ou “arte bruta” (do francês “Art Brut”) no Castelo Beaulieu, a Fondation de l’Hermitage, o museu de fotos “Musée de l’Elysée”, além de muitos outros, merecem uma visita. A quantidade de opções em produções teatrais e apresentações musicais também fica acima da média. Por fim, Lausanne abriga o mundialmente famoso Béjart Ballet.

lausanne55
Casino de Montbenon – O casino Montbenon foi construído na praça de mesmo nome em 1908; ao contrário do que o nome pode sugerir, o edifício nunca sediou sala de jogos . Após uma renovação realizada em 1980 , hoje ele tem um café dois teatros (o Paderewski com 500 lugares e o salão da vila com 300 lugares) e a biblioteca de filmes suíços que organiza regularmente eventos . Ao longo do tempo, o edifício foi sucessivamente chamados pelos estrangeiros de casino Montbenon até 1919 até que a Primeira Guerra Mundial , Casino Lausanne até 1950, casino municipal Montbenon até 1960 antes de retomar nomear Montbenon Casino . O edifício é registrado como um monumento cultural de importância nacional suíça . É constituída por um corpo central, formado da sala de Paderewski e duas torres salientes em um modelo idêntico ao do casino de Monte Carlo.

 

lausanne09
O casino Montbenon fica ocalizado a 5 minutos a pé do centro da cidade, no meio de belos jardins, este local de entretenimento cultural e social inaugurado em 1908 oferece uma vista deslumbrante para as montanhas e para o Lago Genebra.

A estação central de trem corta Lausanne ao meio, considerando que sua área metropolitana se estende de alto a baixo por 500 metros em uma encosta do Lago Léman. Acima, a catedral se impõe sobre o centro histórico. Aos poucos, a cidade desceu as encostas até encontrar a beleza do lago.

lausanne40

Lausanne fica a poucos minutos de trem de Genebra. Assim como sua vizinha, a língua oficial é o francês.No verão, Lausanne se transforma num destino especial de férias já que leva todo o jeitão de praia. Afora a beleza do lago, a região também é cercada por vinhedos, alpes e inúmeras belezas naturais.

lausanne13
A Catedral de Notre Dame (construída em 1275) está no topo do morro da Cidade Velha. É a maior catedral da Suíça e um dos maiores monumentos góticos da Europa. Há um mirante na parte exterior ao lado da Catedral onde é possível ter uma vista linda da cidade. A Catedral ainda tem algumas preciosidades como esculturas góticas e pinturas. Curiosidade: O passeio pela região revela ainda algumas tradições medievais, como o homem da torre da Catedral de Lausanne, que todas as noites, desde 1405, infla os pulmões e grita para toda a cidade ouvir, a hora cheia, entre 22h e 2h. Ou o cultivo do vinho que cobre de grafismos geométricos os Terraços de Lavaux.

Em frente à Catedral está um dos pontos mais pitorescos de Lausanne : Escalier du Marché – uma escadaria do século 13 que liga a Catedral ao centro histórico com suas praças, ruelas e comércio. Dois segredos logo na descida: o chocolate Le Barbare e uma fonte típica da Suíça, com água potável para matar a sede no caminho. Após descer as escadarias ( Escalier du Marché) siga adiante e perca-se pelas ruelas: Rue du Pont, Rue de Marcerie, Place e Rue de La Louve e arredores. No caminho você vai cruzar com lojinhas, grandes redes de departamento suíças (como a Globus ), além de restaurantes charmosos e mercados gourmets. Os pontos principais serão: RUE DE BOURG (rua de compras com seus casarios antigos) e a PLACE DE LA PALUD (o coração de Lausanne com sua fonte antiga – aos sábados pela manhã, há um mercado típico por lá). Subindo as escadas ao lado do Palais de la Rumine está a catedral. A maior igreja gótica no país foi erguida entre 1178 e 1275 e integrava a rota do Caminho de Santiago de Compostela. E lá você pode carimbar seu passaporte de peregrino — ou caderninho de anotações de viagem.

lausanne32

A cidade de Lausanne é cercada por belas vinícolas. Os romanos construíram um acampamento militar sobre um antigo povoado celta ao qual deram o nome de Lousanne. Após a queda do império romano, a região foi governada pelos duques de Savóia e pelo bispo de Lausanne, passando mais tarde por um período em que foi dominada por Berna.

lausanne21
O Palácio de Rumine é uma construção neorrenascentista de 1896-1906. No seu interior encontra-se a Biblioteca da Universidade e cinco museus: Bibliothèque cantonale et universitaire de Lausanne, Musée cantonal des beaux-arts, Musée d’archéologie et d’histoire, Musée cantonal de géologie, Musée cantonal de zoologie e Musée monétaire cantonal.

Museu Olímpico

Fornece uma visão geral da história dos Jogos Olímpicos, desde os primeiros jogos de verão de 1896 em Atenas até os dias atuais. A escadaria que leva ao museu no alto do parque tem gravada, em cada degrau, o nome das cidades que já sediaram os Jogos de verão e de inverno. O museu exibe toda a história das Olimpíadas, medalhas, tochas, fotos de momentos e conquistas, uniformes, maquetes de estádios e locais de realização de competições, desde Atenas, em 1896. Não faltam referências ao Brasil e às Olimpíadas de 2016 no Rio.

lausanne43
A “capital Olímpica” abriga o Comitê Olímpico e também o Museu Olímpico, o maior centro de informações do mundo sobre os Jogos Olímpicos. Mas aqui o esporte tem grande destaque, de que são exemplos a “Maratona de Lausanne” e a “Athletissima”, o encontro internacional do atletismo de pista e campo.

Em 1964 a cidade sediou a “exposição nacional suíça”, mostrando sua confiança recém-encontrada para sediar grandes eventos internacionais. De 1950 a 1970 um grande número de italianos, espanhóis e portugueses imigraram, estabelecendo-se principalmente no distrito industrial de Renens e transformando a dieta local. Além do título de capital olímpica, Lausanne, com seus 140 mil habitantes, é importante centro universitário. Abriga cerca de 30 mil estudantes que frequentam cursos em diferentes áreas na Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), Escola de Arte de Lausanne (Ecal), Escola de Negócios BSL, International Management Development Institute (IMD), Universidade Lausanne (Unill) e ainda na Escola de Hotelaria de Lausanne.

 

lausanne01d

Estabelecimentos comerciais, bancos e companhias de seguros concentram as principais atividades urbanas, e a cidade é também estância turística muito procurada pela excelência do clima e pelas belezas naturais da região. A indústria está voltada para a mecânica de precisão, produtos alimentícios e plásticos. Lausanne possui museus, galerias de arte, bibliotecas e uma universidade, fundada em 1537. A catedral data do século XIII. O antigo castelo episcopal abriga hoje a sede do governo cantonal.

lausanne01e

Site oficial de turismo de Lausanne em  www.lausanne-tourisme.ch

Veja mais fotos de Lausanne:

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo