Você está aqui
Home > EUROPA > Europa > Espanha > Madri, o coração da Espanha

Madri, o coração da Espanha

Madri – ou Madrid, na língua original – é uma cidade de muitas virtudes. Madri continua histórica, porém cada vez mais moderna, rica e vibrante. Os prédios baixos, as praças floridas, quase todas com fontes, os parques, as ramblas formam um cenário digno de filme. Madrid é a capital cultural de um dos idiomas mais falados do planeta e de um país que luta para se manter unido e próspero. Andar pela Gran Vía, a Times Square da cidade, e fazer uma parada na Plaza Mayor, como um legítimo madrilenho, são alguns dos passeios que você não pode deixar de fazer. Visitamos Madri, 3 vezes e sempre descobrimos que temos muito para ver. Publicarei outros posts sobre essa linda cidade.

Comece seu passeio pela praça da Puerta del Sol, um dos espaços públicos mais representativos de Madrid, marco zero da cidade, região com intensa concentração de pessoas, importante centro comercial, principal ponto de manifestações populares e lugar de passagem obrigatória para turistas.

madri_100
Puerta del Sol: é o ponto mais agitado de Madri a praça é o ponto mais agitado, concentra muitas lojas, bares e restaurantes.Na Porta do Sol situa-se um dos locais mais fotografados de Madrid, a estátua de um Urso apoiando-se numa árvore conhecida como Madroño. Não é uma estátua qualquer, pois representa o símbolo da cidade, formando parte do escudo de armas oficial da capital espanhola. A estátua foi inaugurada em 1967, obra do escultor Antonio Navarro Santafé (1906/1983). Feita de pedra e bronze, está apoiada num pedestal de granito. Com 4 m de altura e 20 toneladas de peso, esta emblemática estátua esteve sempre situada na Porta do Sol, embora mudasse de local 3 vezes.

Lá está ele tentando, inutilmente, alcançar os frutos da árvore, reinando soberano na Porta do Sol, posando para a turistada. Inaugurado em 1967 e de autoria de Antonio Navarro Santafé, a estátua do urso e do madroño é foto obrigatória de todo turista. Prepare-se para ficar na fila e tirar a sua foto junto a escultura que representa o símbolo de Madri. Provavelmente, junto com a Cibeles, deve ser o monumento mais fotografado da cidade. Completam a atmosfera da praça o famoso anúncio em neon dos vinhos “Tio Pepe”, um clássico de antigamente que faz referência a uma das bodegas mais respeitadas da espanhola, com quase 200 anos de existência, e a estátua equestre de Carlos III, Rei da Espanha entre 1759-1788 e responsável pela urbanização de Madrid, inaugurada em 1994. Para os fanáticos por compras, caminhar pela Calle Preciados e passar algumas horinhas no El Corte Inglés, a mais famosa rede de departamentos espanhola, é parte obrigatória do roteiro.

Praça de Las Ventas

madri_237
A Praça de Las Ventas (La Plaza de Las Ventas) é uma parada obrigatória para quem vai a Madri pela primeira vez. É a praça de touros mais importante do mundo, o maior espaço de touradas da Espanha. Foi construído em 1929, com uma arena de 60 metros de diâmetro e capacidade para 23 mil pessoas. A construção foi iniciada pelo arquiteto José Espeliú em 1922, que morreu sem vê-la terminada. O estilo da construção é neo árabe, como muitas coisas em Madri. Os árabes e sua cultura influenciaram muito Madri, o nome da cidade surgiu de um povoado moura chamado al-Mudaina, onde passava o rio Manzanares, que era chamado pelos muçulmanos de al-Majrīṭ (em árabe: fonte de água). O nome evoluiu para Majerit e mais tarde se transformou em Madrid. É possível encontrar a influência muçulmana em vários nomes de ruas e construções da capital espanhola. Hoje os muçulmanos representam 3% da população residente na Espanha.

As touradas funcionam até hoje em Madri e a temporada começa em março e termina em outubro. Na Espanha as touradas se chamam “Corridas de Toros” e acontecem todo domingo e em datas festivas. É possível comprar ingresso para as touradas no próprio local ou antecipadamente na internet ( CLIQUE AQUI). Os ingressos variam de € 4,90 a € 140,70, depende da fileira que você escolher. Se você for no Verão evite ficar no sol, pois são em torno de 3 horas de espetáculo, sob um calor de 40º graus.

Plaza España

madri_326
Situada no extremo ocidental da Gran Via, a Plaza España é um lugar especial que desperta interesse em todos aqueles que visitam a cidade. A praça abriga um grande espaço com árvores e está acompanhada do monumento a Miguel de Cervantes e a escultura de bronze de Don Quixote, personagens míticos espanhóis. É o local ideal para desfrutar da companhia de um bom livro.

A Praça de Espanha é uma das mais importantes de Madri, de onde sai a Gran Via, principal artéria da cidade. Nas suas redondezas estão dois importantes edifícios da capital espanhola, a Torre de Madrid e o Edifício España.

madri_14
Monumento a Cervantes, Praça de Espanha, Madri, onde se vêem perfeitamente Cervantes, Dom Quixote, montado no seu cavalo Rocinante, seu escudeiro Sancho Pança, além da sua amada Dulcinea.

O monumento foi realizado através de um concurso comemorativo em 1916 para marcar os 300 anos de morte do escritor. Os vencedores foram o arquiteto Rafael Martinez Zapatero e escultor Lorenzo Valera Coullaut, mas só em 1929 foi completamente finalizado.

Plaza de la Villa

madri_387
Plaza de la Villa – Essa praça é graciosa e fica perto do centro da cidade . Aqui você vai encontrar a Casa e a Torre de Lujanes. Além disso, você encontrar a bela Casa de la Villa, que sediou a Câmara Municipal até 2007. A Plaza de la Villa foi um dos principais centros da época medieval em Madri, dada a sua localização a meio caminho entre a porta de Guadalajara e de la Vega, dois dos mais importantes acessos à cidade durante a Idade Média.

Templo de Debod

madri_359
O Templo de Debod foi um presente do Egito pela colaboração espanhola no resgate do Abu Simbel, que iria desaparecer com a construção da grande represa de Assuão. A Unesco, tentando evitar essa perda histórica, fez um apelo internacional de ajuda e a Espanha foi um dos países colaboradores. Uma curiosidade: além da Espanha, outras nações colaboradoras também foram presenteadas pelo Egipto: o templo de Dendur foi doado aos Estados Unidos, a Itália recebeu o Ellesiya e a Holanda, o Taffa.

 

madri_08
Torres Kío, na Plaza de Castilla. Inclinadas com um ângulo de 15°, elas são bem interessantes.

As torres gêmeas inclinadas de Madrid. É na frente deste moderno cartão postal que começa nosso percurso pelo bonito e moderno centro financeiro de Madrid e pelos ministérios da Espanha. As T torres Kio tem 114 metros, 26 andares e uma inclinação de 15 graus. Para evitar confusões aéreas as torres tem seus heliportos pintados de cores diferentes: azul e  vermelho.

Palácio Real

madri_59
Bonito por fora e por dentro o Palácio Real é um dos passeios mais recomendados em Madri. O Palácio Real de Madrid é o maior da Europa – Versalhes tem mais jardins, mas em área construída perde – e continua sendo oficialmente a residência da família que real espanhola, embora seja utilizado pelos monarcas somente em ocasiões especiais.

A monarquia espanhola construiu seu extravagante Palácio Real de Madri de olho nos vizinhos. Quando a antiga edificação cedeu sob um incêndio em 1734, Filipe V aproveitou a oportunidade para superar seus pares franceses e austríacos.  Os arquitetos italianos e artistas franceses convidados para a empreitada devotaram-se a um processo de produzir o máximo de opulência nos quase 3 mil cômodos do palácio, barrocos e rococós em estilo e espírito, sob a batuta de sucessivos monarcas Bourbon. Todo esse apuro pode ser plenamente apreciado na impressionante Sala de Jantar – com sua quase delirante decoração –, na Sala do Trono e no Gabinete de Porcelana.

madri_55Palácio Real: No topo da colina o palácio é um dos mais impressionantes de toda a Espanha. É possível visitar o interior do palácio pagando 10 euros. Com filas muito longas no verão, o ideal é chegar cedo para evitar aborrecimentos.

Catedral de Almudena

Catedral de Almudena: Um dos marcos de Madrid é a construção mais impressionante da cidade. A igreja fica bem em frente ao Palácio Real e sua fachada chama atenção por suas cores e pedras.Catedral de Almudena: Um dos marcos de Madrid é a construção mais impressionante da cidade. A igreja fica bem em frente ao Palácio Real e sua fachada chama atenção por suas cores e pedras.

Jardins de Sabatini

madri_32
Jardins de Sabatini – Do lado oposto a Catedral da Almudena, estão os jardins de Sabatini, um lugar gostoso para relaxar, para passear e tirar umas belas fotos ao lado do palácio. E o melhor, mesmo para quem não entrou no palácio, entrar no jardim é grátis!

Plaza de Cibeles

 

madri_02
Plaza de Cibeles É um dos lugares mais emblemáticos da cidade. Está cercada por belos edifícios, como Palácio de Buenavista, o Palácio de Linares ou a Casa América. Seu nome vem da estátua da deusa Cibele, em uma fonte pitoresca que fica no centro da praça e é o lugar onde acontecem as celebrações de importantes vitórias do time de futebol da cidade, o Real Madrid.

A praça de Cibeles (Plaza de Cibeles) se encontra na cidade espanhola de Madri, na interseção das Calle de Alcalá (que a cruza de leste a oeste) com o Paseo de Recoletos (ao norte) e o Paseo del Prado (ao sul). Este lugar, um dos mais simbólicos da capital, divide os limites dos bairros Centro, Retiro e Salamanca. No centro do recinto, se situa a famosa Fonte de Cibeles, esculpida no ano de 1782, a partir de um desenho de Ventura Rodríguez. Em cada uma das quatro esquinas pra praça estão edifícios emblemáticos, construídos entre o final do século XVIII e o início do século XX.

Palácio de Buenavista

madri_421
O Palacio de Buenavista ou Cuartel General del Ejército, que data de 1777, localiza-se na praça de Cibeles (Plaza de Cibeles) Se situa no ângulo noroeste, em frente ao Palácio de Linares ou Casa de América, que se localiza na parte nordeste. Por sua vez, o Palacio de Comunicaciones, sede da Prefeitura de Madri desde 2007, estende-se sobre o extremo sudeste e o Banco de Espanha sobre o sudoeste.

Plaza Mayor

madri_108
Plaza Mayor. Datada do século XVI, a praça já testemunhou touradas, Tribunais da Inquisição, mercados populares. Tem 129 metros de comprimento e 94 de largura, 9 entradas (o pórtico mais conhecido é o “Arco de Cuchilleros”) e é cercada por dois prédios residenciais de 3 pisos cada, chamados “Casa de la Panadería” e “Casa de la Carnicería”, que possuem ao todo 237 varandas de frente para a praça. No centro da praça existe uma estátua equestre de Felipe III, Rei da Espanha entre 1578-1621.

Plaza Mayor: Repleta de cafés e restaurantes tem mesas bem posicionadas para os visitantes aproveitarem a paisagem.

madri_312
A Plaza Mayor de Madrid é inegavelmente um dos símbolos da cidade. Situa-se no centro histórico, junto à Calle Mayor e próximo à Porta do Sol e a Praça da Vila.

A Plaza  Mayor sofreu 3 grandes incêndios na sua história: em 1631, 1670 e o último em 1790, em que ficou quase totalmente destruída, e cuja reconstrução coube a Juan de Villanueva, também arquiteto do Museu do Prado, que diminuiu a altura dos edifícios que rodeavam a praça de 5 a 3 andares e fechou suas esquinas com grandes arcadas para seu acesso. O nome da praça foi mudado várias vezes, desde o inicial Praça do Arrabal, entre os quais, Praça da Constituição, Praça Real, Praça da República e finalmente Praça Maior, designação recebida após finalizada a Guerra Civil Espanhola.

 

madri_259
Caminhando pela calçada, pouco depois da estação de Metro Novos Ministérios, você verá a entrada dos Novos Ministérios. Nos finais de semana o lugar se transforma em um pequeno Oasis nesse centro de dinheiros madrileño. Com um jardim gracinha e espelho de água bem bonito. De lá dá para tirar umas boas fotos do complexo AZCA. Sem dúvida vale a parada!

 

madri_101
Madri é uma cidade que está cada vez mais moderna, mas sem perder seus traços históricos. É encantadora e interessante para todos os tipos de público. Você tem diversas opções de passeios e muita diversão na cidade espanhola. Sua rica tradição cultural contempla festas, danças, grandes museus, boa comida e muitas baladas.

 

 Parque del Buen Retiro

Com várias variações é o maior parque de Madrid. A vista é longa com diversas pontes, lagos, monumentos, rosários, jardins e etc.

madri_172
Ideal para famílias e crianças o parque El Retiro tem entrada gratuita, abre 06 da manhã e fecha às 10 da noite e conta com uma infinidade de atrações. É basicamente uma grande área de jardins, lagos, passeios e praças ornamentados com estátuas, fontes e monumentos.Uma das atrações é o lago principal, que se tornou um dos cartões postais mais famosos da cidade além de ser um excelente local para fazer passeios de barco e um delicioso pique-nique no fim da tarde.

Repleta de parques verdes, no verão e na primavera, Madri é uma delícia de cidade para curtir ao ar livre! Assista alguma das apresentações de música/teatro/mágica que acontecem no grande Parque do Retiro e alugue um barquinho para ficar à deriva no lago do parque. Caminhe também por entre as muitas amendoeiras floridas do Parque Quinta de Los Moinos.

madri_175
Paseo de la Argentina, também conhecido como “Passeo de las Esculturas”, uma grande alameda cercada por 12 estátuas dedicadas aos reis da Espanha, feitas para decoração do Palacio Real durante o reinado de Fernando VI. No centro, um grande jardim (que costuma ficar bem florido na primavera) acompanha os visitantes durante todo o passeio;

Veja mais fotos de Madri:

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo