Você está aqui
Home > EUROPA > Padova – Vêneto

Padova – Vêneto

Situada no centro geográfico da região do Vêneto, a cidade de Padova (Pádua), é a capital da província de mesmo nome. Com seus pouco mais de 200 mil habitantes, é muito conhecida por ter sido o lugar onde foi sepultado Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo, o padre franciscano, que em 1232, um ano após o seu falecimento, foi canonizado, tornando-se um dos santos com mais devotos em todo o mundo, Santo Antônio de Pádua, também conhecido com Santo Antônio de Lisboa. Padova se caracteriza por vários aspectos. Trata-se, na verdade, de um dos mais representativos polos da arte italiana, com três mil anos de história. Sede da segunda universidade (por onde circulou Galileu Galilei) fundada na Itália, em 1222, o horto botânico da instituição, criado em 1545, é o mais antigo do mundo, tendo sido elevado à condição de patrimônio mundial pela UNESCO.

padova01
A atual catedral de Pádua é a terceira maior catedral da cidade em sucessão no mesmo lugar. A primeira foi construída após o Edito de Constantino, em 313 e destruída pelo terramoto de 03 de janeiro de 1117. Um edifício foi reconstruído em estilo românico, visto nos afrescos de Menabuoi Giusto de ‘no batistério. Em 1551, o projeto foi aprovado por Michelangelo para uma nova catedral, cuja construção durou até 1754, mas deixou fachada inacabada. A catedral é dedicada à Assunção da Virgem Maria.

 

Santa Maria Mater Domini

A Basílica é a maior igreja de Pádua, Itália. Embora receba peregrinos de todo mundo, não é Catedral da cidade. A Basílica é conhecida como “il Santo”, e é administrada pelos Frades Franciscanos Conventuais . A construção deve ter começado entre 1234 e 1238, pouco após a morte de Santo Antônio de Pádua, possuindo apenas uma nave. Mais tarde recebeu acréscimos laterais e foi concluída em 1310. O santo, de acordo com seu testamento, foi enterrado na pequena igreja de Santa Maria Mater Domini e perto de um convento fundado por ele em 1229. Essa igreja foi incorporada à atual Basílica com o nome de Cappella della Madonna Mora (Capela da Madonna Escura)

padova10
Só o aspecto religioso já faz de Padova especial. Ali, Santo Antônio teria convertido um grande número de pessoas com seus atos e suas palavras. Foi para esta cidade que ele pediu que o levassem quando seu estado de saúde piorou, em junho de 1231. Santo Antônio, porém, não resistiu ao esforço e morreu no dia 13, no convento de Santa Maria de Arcella, às portas da cidade que batizou de “casa espiritual”. Tinha apenas 36 anos de idade.

 

padova05
Na verdade, para dimensionar a amplitude da arte que se respira em Padova, é preciso destacar que, em 1405, a cidade foi unida ao domínio de Veneza, porém manteve a superioridade artística até à metade do século XIV, graças a Donatello e Mantegna. A Basílica de Santo Antonio de Pádua é a maior igreja de Pádua, Itália. Embora receba peregrinos de todo mundo, não é Catedral da cidade. A Basílica é conhecida como “il Santo”. Apesar de Santo Antônio ter rejeitado as riquezas terrenas, recebeu uma das mais luxuosas igrejas católicas já construídas.

 

padova11
O túmulo do Santo fica no interior da basílica e é rodeado de cartões, fotos e agradecimentos por graças recebidas. Atrás do altar se encontram suas relíquias: a língua em perfeito estado, sua arcada dentária inferior completa, além do seu aparelho vocal, uma vez que ele foi conhecido pelo seu dom de oratória.

 

padova04
Pádua localiza-se a 30 quilômetros de distância de Veneza, e é uma das mais antigas e ao mesmo tempo, cidades mais dinâmicas da Itália. No centro da cidade elegante, que é rica em exemplos maravilhosos da era medieval, renascentista e moderna , você pode sentir uma atmosfera peculiar misturada de estilo de vida urbano e tradições. A cidade antiga tem afrescos de Giotto na Capela Scrovegni, de Giusto de ‘Menabuoi no Batistério ao lado da Catedral, e de Andrea Mantegna na Igreja Eremitani ou outras obras-primas como os Anjos por Guariento .

 

padova07
Ao lado sul da basílica está o convento franciscano, que se desenvolveu da pequena e pobre residência habitada por S. Antônio.
padova09
Sede de uma antiga e prestigiosa universidade, a Universidade de Pádua, a cidade apresenta inúmeros testemunhos de um rico passado histórico, cultural e artístico, que fazem com que seja um notório destino turístico. Atualmente a cidade é um importante centro econômico, e um dos maiores centros de transporte intermodal de toda a Europa. Segundo a tradição, a Universidade foi fundada em 1222, quando um grupo de estudantes e professores migrou da Universidade de Bolonha, à procura de maior liberdade acadêmica. É certo, no entanto, que as faculdades de Direito e Medicina já existiam em Padova, antes de 1222.

 

padova08
Com um fascínio elegante e discreto, imersa em uma atmosfera medieval (onde desponta, por exemplo, a muralha), Padova conserva sua inconfundível estrutura urbana, feita de pequenas vias, pórticos, monumentos e palácios. A figura de Giotto, que realizou na Capela dos Scrovegni, a sua obra prima, resplandece em Padova. Esta é uma cidade de muitas arcades, com o seu aspecto medieval caracterizado por velhas portões, paredes e bastões. Exalta os canais onde a navegação turística no rio ainda é uma atividade importante hoje em dia.

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo