Você está aqui
Home > CANADÁ > Quebec – Château Frontenac

Quebec – Château Frontenac

Quebec é o nome de uma Província canadense, mas é também o nome de sua segunda maior cidade e, de longe, a mais charmosa, com seus 650 mil habitantes e muita história para contar. Foi nela que se iniciou a presença francesa na América do Norte, em 1608. E foi ainda nela que, em 1759, os britânicos derrotaram os franceses e se assenhorearam da bacia do rio São Lourenço. Só não conseguiram impor aos colonos a fé anglicana. Preservando-se como católicos, esses canadenses também conservaram sua cultura e seu idioma. A Província de Québec é hoje um rico pedaço mundial da francofonia (regiões de língua francesa).

quebec19

A proximidade da cidade de Quebec com Montreal, localizado a apenas 180 quilômetros da cidade, limitou o desenvolvimento industrial da cidade de Quebec. Mesmo assim, mais de 500 companhias de manufaturação possuem fábricas na cidade, com quase 20 mil trabalhadores, e produzem aproximadamente anualmente produtos na ordem de 1,3 bilhão de dólares canadianos. Depois da indústria de manufatura, a principal fonte de renda da cidade é o turismo. A maioria dos turistas que visitam a cidade vêm de outras cidades da província de Quebec, seguidas dos turistas que vêm de outras partes do Canadá. O terceiro maior grupo é o dos turistas vindos dos Estados Unidos.

Le Château Frontenac

Há em Quebec uma cidade alta e uma cidade baixa. A primeira era habitada pelos mais ricos, e a segunda, pelo povão. Por serem ambas antigas, elas se beneficiaram nos últimos 40 anos de um lento processo de restauração.

Prédios que abrigavam bancos hoje falidos se tornaram hotéis --ou "hôtel-boutique", um conceito de hotelaria que associa conforto extremo à presença de uma arquitetura bicentenária. Um exemplo seria o Château, que parece um castelo, mas que nunca foi um de verdade. Trata-se de um hotel de 600 quartos construído em 1893 pela ferrovia Canadian Pacific
Prédios que abrigavam bancos hoje falidos se tornaram hotéis –ou “hôtel-boutique”, um conceito de hotelaria que associa conforto extremo à presença de uma arquitetura bicentenária. Um exemplo seria o Château, que parece um castelo, mas que nunca foi um de verdade. Trata-se de um hotel de 600 quartos construído em 1893 pela ferrovia Canadian Pacific

 

Em torno do Château Frontenac: A cidade teve seus dias de glória no período pré-industrial, quando era entreposto para a exportação de peles e estava acessível à navegação transatlântica, com a travessia dos barcos completada por 1.000 km de navegação fluvial.

Quebec é a capital da Província. Tem por isso palácios oficiais, bonitos por fora e luxuosos por dentro.
Quebec é a capital da Província. Tem por isso palácios oficiais, bonitos por fora e luxuosos por dentro.

 

O nome oficial da cidade é Québec, pelo governo provincial e federal, e tanto em francês quanto no inglês. No francês a província é chamada de Le Québec, enquanto a cidade é simplesmente Québec, sem o Le. Para a apropriada diferenciação entre a província e a cidade, esta geralmente é chamada de ville de Québec em francês ou Québec City em inglês . A industrialização da cidade continuou no começo do século XX na cidade de Quebec, e atraindo com isto imigrantes, especialmente franceses. Em 1911, a cidade possuía aproximadamente 80 mil habitantes.

 

É aconselhável passear pela cidade entre o final da primavera e meados do outono. No inverno, Québec é castigada em média por três metros de neve, e a temperatura registra até -22 ºC. Isso só é bom para quem quer esquiar.
É aconselhável passear pela cidade entre o final da primavera e meados do outono. No inverno, Québec é castigada em média por três metros de neve, e a temperatura registra até -22 ºC. Isso só é bom para quem quer esquiar.

 

Rumos da Guerra

A Primeira Guerra Mundial e especialmente a Segunda Guerra Mundial ajudaram a aumentar bastante a população da cidade, com a criação de muitas fábricas de armamento e munição, e a geração de empregos na cidade. Na Segunda Guerra Mundial, o primeiro-ministro inglês Winston Churchill e o presidente norte-americano Franklin Delano Roosevelt fizeram dois encontros na cidade, em 1943 e 1944, para discutir os rumos da guerra. No término desta, a cidade tinha cerca de 155 mil habitantes, e 164 mil em 1951.

A cidade localiza-se na margem norte do Rio São Lourenço, que possui uma largura média de 1 quilômetro na região, com apenas 800 metros na região mais estreita. O clima da cidade é temperado, com temperaturas amenas no verão, e temperaturas muito baixas no inverno.

ADMINISTRAÇÃO

quebec09A cidade de Quebec possui um sistema de administração formada por um prefeito e um Conselho. O prefeito e os 39 membros do conselho municipal são eleitos pela população para mandatos de até 4 anos de duração.

A maior parte da receita do orçamento da cidade provém de impostos taxados a propriedades, venda de produtos e taxação de companhias sediadas na cidade. Porém, aproximadamente um terço das propriedades instaladas na cidade não pagam impostos, como igrejas, edifícios governamentais e outras instituições de caráter público, e a cidade depende muito de verbas provenientes do governo nacional ou do governo provincial.

Com o comércio deslocado para Montréal , que por sua vez perdeu no século 20 a liderança canadense para Toronto, grande metrópole da anglofonia, a cidade de Quebec não foi devastada pela especulação imobiliária e se manteve bonita como antigamente. Os bairros históricos são em parte protegidos por 4,6 km de muralhas de 16 m de altura , que os franceses começaram a construir em 1745.
Em Quebec há bons museus, como o de Belas Artes, especializado em artes canadenses, há as portas das muralhas, como a de Saint-Jean, e ainda praças que nos dão a impressão de terem sido deslocadas de alguma cidade histórica da Europa. Como a Royale, assim chamada em razão de um busto de Luís 14 num de seus cantos.

 

Vieux Québec

Toda a Vieux Québec, a parte histórica da cidade, é cercada pela enorme muralha de pedras graníticas que no passado protegia a área dos ataques dos americanos. O trecho principal, junto ao rio Saint Lawrence, ainda conserva uma formação de canhões do século XVIII, a cerca de 300 metros da Citadelle, a grande fortaleza.

A cidade de Quebec é a única cidade entre o Canadá e os Estados Unidos da América cujos muros ainda estão de pé. O nome da cidade, bem como a da província, vêm de uma palavra de origem algonquina, que significa passagem estreita. Isto porque a largura do Rio São Lourenço na região da cidade de Quebec é de apenas 800 metros.
A cidade de Quebec é a única cidade entre o Canadá e os Estados Unidos da América cujos muros ainda estão de pé. O nome da cidade, bem como a da província, vêm de uma palavra de origem algonquina, que significa passagem estreita. Isto porque a largura do Rio São Lourenço na região da cidade de Quebec é de apenas 800 metros.

 

FUSÃO

Em 2000, o governo da província de Quebec, então, lideradas pelo Partido Quebequense, decidiu fundir a cidade de Quebec com outras 12 cidades e comunidades na região em uma só. A antiga cidade de Quebec possuía uma área de 93 km² e uma população de aproximadamente 170 mil habitantes. Com a fusão, concretizada em 2002, a nova cidade de Quebec passou a ter quase 548 km² de área e aproximadamente 507 mil habitantes. A fusão, como em outras realizadas em outras cidades da província (Montreal, Gatineau e Saguenay, por exemplo), foi altamente questionada. Mas não houve referendo pela independência de antigas cidades absorvidas, como aconteceu em Montreal e Gatineau.

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo